Blog

A cirurgia robótica no câncer de pâncreas

Olá. No último post da série sobre cirurgia robótica, eu falo sobre a importância dessa técnica na neoplasia de pâncreas. Confira!
A cirurgia robótica representa um grande avanço no tratamento de tumores pancreáticos.
Inicialmente, após o diagnóstico desse tipo de neoplasia era indicado como tratamento a pancreatomia total convencional, ou seja, retirada total desse órgão com incisão abdominal.
Hoje, com o avanço da técnica cirúrgica já é possível a realização da cirurgia robótica minimamente invasiva para a realização de uma técnica chamada duodenopancreatectomia, em que se retira somente a cabeça do pâncreas e um pequeno segmento do intestino.

Cirurgia Robótica nos tumores gastrointestinais

Olá. No post anterior, eu falei sobre os benefícios da cirurgia robótica no tratamento do câncer. Hoje, vou falar sobre esse tipo de prática nos tumores gastrointestinais.
Esse tipo de procedimento é muito benéfico nas neoplasias gastrointestinais já em estágio avançado. Isso porque, a presença de câmeras de alta definição e as pinças e braços que giram em 360º favorecem o acesso a regiões do organismo que o cirurgião não consegue acessar sozinho.
Outro ponto importante da cirurgia robótica é que essa possibilita incisões muito mais precisas do que nos métodos convencionais, o que é um fator relevante…

A Cirurgia Robótica no tratamento do Câncer

Olá. No post anterior, eu expliquei o que é a cirurgia robótica. Hoje, eu falo um pouco sobre as vantagens dessa prática no tratamento do câncer.

A cirurgia robótica tem sido cada vez mais indicada em procedimentos de remoção de tumores em casos de neoplasias no trato gastrointestinal, principalmente em estômago, esôfago, pâncreas e fígado.

Um dos principais benefícios da cirurgia robótica está no pós – operatório. O paciente que se submete a esse tipo de procedimento tem menos dor, menos tempo de internação e, portanto, uma recuperação mais rápida. A cirurgia robótica também…

Cirurgia Robótica – O que é e como funciona?

Olá. Hoje começo uma série sobre a Cirurgia Robótica. Neste post, eu explico o que é e como funciona esse tipo de método.  

A Cirurgia Robótica é uma técnica cirúrgica recente em que o médico opera o paciente com a ajuda de um robô chamado Da Vinci Surgical System. Esse equipamento permite a realização de procedimentos minimamente invasivos com máxima precisão. O robô é controlado pelo médico por meio de um computador e manipulado por um JoyStick.

Essa técnica pode ser usada em diversos órgãos e para diferentes patologias. Porém, a técnica cirúrgica…

Cientistas descobrem novo teste de detecção precoce de câncer de pâncreas

Pesquisadores chineses e americanos anunciaram recentemente uma descoberta que pode colaborar para o diagnóstico precoce do câncer de pâncreas, neoplasia considerada um dos tipos mais mortais da doença devido à ausência de sintomas e da dificuldade de diagnóstico. O estudo foi publicado na revista Nature Biomedical Engineering.
O procedimento consiste basicamente na análise do plasma sanguíneo, onde é possível a detecção da proteína EphA2, substância importante no desenvolvimento e metástase do câncer de pâncreas.

O teste foi realizado com 48 pessoas saudáveis, 48 pacientes com pancreatite e 59 pacientes diagnosticados com câncer de pâncreas em estado…

CÂNCER DE ESÔFAGO – PARTE 2: SINAIS E SINTOMAS DA DOENÇA

Olá. No segundo post sobre câncer de esôfago, eu falo sobre os tipos de tumor e os principais sintomas para reconhecer a doença.

O tumor no esôfago pode ser dividido em dois tipos principais: o carcinoma epidermoide escamoso e o adenocarcinoma. O primeiro é o mais comum, responsável por 96% dos casos dessa neoplasia. Geralmente se desenvolve na parte superior do esôfago, mais próxima à boca ou no meio da musculatura. É proveniente de células escamosas e está muito associado ao álcool e ao tabagismo.

Já os adenocarcinomas são um tipo menos frequente de…

CÂNCER DE ESÔFAGO – PARTE 1: INCIDÊNCIA E FATORES DE RISCO

Olá. Hoje começo uma série sobre o Câncer de Esôfago, o sexto tipo mais comum em homens. No post desta semana falarei sobre a incidência e os fatores de risco da doença.

       Nesse tipo de câncer, células anômalas se desenvolvem rapidamente e se alojam na parte interna do esôfago. Como o órgão não tem uma membrana protetora é muito comum que a neoplasia se desenvolva rapidamente e que se espalhe facilmente para os gânglios linfáticos e outras estruturas vizinhas.

Caso seja diagnosticado no início, a patologia tem um prognóstico animador, com 98% de chances de…
1 2 3 4 5 6 7 8 9