Blog

Câncer colorretal ? o risco aumenta com a idade

O câncer colorretal, assim como os demais cânceres, deve ter a detecção precoce. O tumor se desenvolve no intestino grosso de forma silenciosa. Por isso, o rastreio é fundamental para salvar vidas. As taxas de sobrevivência são mais favoráveis antes de os sintomas aparecerem.

De acordo com as estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o país terá cerca de 34.280 novos casos de câncer colorretal. A pesquisa aponta que serão 16.660 homens com a doença e 17.620 mulheres.

O risco do câncer colorretal aumenta com a idade. A partir dos 50 anos, é importante conversar com um especialista sobre a realização de exames de rotina. Com esta triagem, é possível encontrar pólipos pré-cancerígenos e removê-los antes que se transformem em câncer. Os testes que devem ser realizados são: enema opaco, sigmoidoscopia, colonoscopia e colonoscopia virtual.

Em estágios avançados, os sinais do câncer colorretal são: perda de peso sem causa aparente, dor de estômago, cólicas, sangramento e alterações nas fezes.

O câncer colorretal é evitável e curável. A recomendação é ter um estilo de vida saudável. As refeições devem ser balanceadas, rica em frutas, vegetais e grãos integrais, reduzindo a ingestão de carnes vermelhas e processadas. Além disso, é recomendável praticar exercício físico regularmente, não fumar, beber moderadamente e controlar o peso.

Até o próximo post!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Comentários