Blog

Danos causados pelo álcool podem ir muito além da cirrose hepática

Já falei aqui no blog sobre o consumo excessivo de álcool e sua relação com a cirrose hepática. Hoje comento alguns dos outros danos que podem ser causados ao sistema digestivo pelo álcool. Vale a pena ficar atento e consultar um especialista se necessário!

O Brasil é o 5º país com maior número de mortes devido ao consumo de álcool das Américas. De acordo com dados de 2014 da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a cada 100 mil mortes, 12,2 poderiam ter sido evitadas se não houvesse o consumo de álcool.  Os danos começam logo após a ingestão da bebida:

- Esôfago: o álcool pode causar doença do refluxo gastroesofágico e esofagite, aumentar o risco de formação de esôfago de Barret e, ainda, evoluir para o câncer de esôfago.
- Estômago: a gastrite pode ser uma das complicações mais frequentes. Nos casos mais graves, surge a úlcera gástrica.
- Intestino: entre os problemas mais comuns desencadeados pelo abuso do álcool estão a diarreia, síndrome de má absorção, constipação e síndrome do intestino irritável.
- Fígado: além da cirrose hepática, outros danos comuns ao fígado devido ao consumo excessivo de álcool estão a esteatose hepática, hepatites aguda e crônica e insuficiência hepática irreversível.
- Pâncreas: as pancreatites aguda e crônica são as principais doenças diagnosticadas nestes casos.

Os casos de câncer podem aumentar consideravelmente. E são vários os órgãos que a doença pode atingir: língua, faringe, esôfago, estômago, intestino, pâncreas, fígado, entre outros. 

Até o próximo post!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Comentários