Blog

Saiba como a fibrose cística afeta o sistema gastrointestinal



A fibrose cística é uma doença hereditária, que tem como característica principal uma anormalidade nas glândulas produtoras de suor e muco. Essa patologia acomete meninos e meninas e pode atingir os sistemas respiratório, digestivo e reprodutivo.

Neste post, eu explico um pouco sobre como a fibrose cística afeta o trato gastrointestinal. Confira!

O pâncreas, responsável pela secreção de substâncias que ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue, é o órgão mais prejudicado. Isso porque o sistema de transporte de eletrólito anormal das células faz com que as secreções do pâncreas fiquem espessas, o que pode levar à obstrução dos canais pancreáticos. Esse bloqueio causa uma diminuição na secreção de enzimas do pâncreas. Uma pessoa com fibrose cística tem dificuldade em absorver proteínas, gorduras e vitaminas A, D, E e K.

Em alguns casos, as células do pâncreas podem ser destruídas, levando o indivíduo a desenvolver diabetes. Os sintomas que envolvem o trato gastrointestinal são:

- Fezes volumosas, com gordura e odor forte;

- Prolapso retal (condição em que a parte final do intestino fica para fora do ânus);

- Puberdade atrasada;

- Dor de estômago;

- Diarreia com sangue.

A fibrose cística acomete também o fígado. Alguns pacientes podem apresentar doença hepática, os sintomas incluem: aumento do fígado, abdômen inchado, pele amarelada e sangue no vômito.

Cerca de 5% da população são portadores assintomáticos do gene de fibrose cística. O importante é buscar tratamento adequado, pois assim o paciente consegue ter uma vida normal e com qualidade. 


 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Comentários